Porta do Sol

“Algumas pessoas podem fazer coisas incríveis quando atuam sozinhas e coisas extraordinárias agindo em equipe.”
Sandro Vita

Diante da vida, temos escolhas ou temos apenas a vida compondo a sua complexa trama ao acaso? Em que ponto da existência é possível entender que isto que chamamos de vida é uma rede de acontecimentos que, em alguns casos, se relacionam e, em outros, estão completamente apartados daquilo que se reconhece como real? Imagine agora se, frente aos acontecimentos da vida, fosse possível intervir, interferir e, junto a outras pessoas, fossemos capazes de fazer o mundo avançar? Ou, em outras palavras, em um mundo de escolhas, quem escolhe é você ou o mundo? Porta do Sol nos apresenta uma obra de escolhas, mas também de caminhos a serem trilhados.

Neste sentido, como toda road story, Porta do Sol é uma obra que se revela na busca do auto-conhecimento. Tanto a personagem de Laurien quanto de Azhym são gatilhos, espelhos, desdobramentos de possibilidades de encontro consigo, como se a narrativa se ultrapassasse a si própria e se revelasse como um todo na junção das figuras apresentadas, como num desfile de presenças. A própria figura de Maud, uma espécie de vilã da história, por exemplo, é parte de uma força de negação que também faz parte desse compósito de invenção e descoberta. Sandro Vita parece deixar isto claro quando insere, através do reconhecimento das tatuagens que se movem nos corpos, a figura dos gênios, ou legiões (legião que, é preciso dizer, é coletivo tanto de anjo quanto de demônio), estas figuras que moram nas pessoas e são parte do que há de iluminado ou sombrio em cada um de nós.
Porta do Sol, neste sentido, não é uma metáfora, mas um acesso. Uma passagem que aparece como oportunidade na vida:
“toda pessoa, ao menos uma vez na vida, fica diante uma oportunidade única, capaz de mudar o próprio destino. A isto chamamos Porta do Sol.”
E emenda:
“A filosofia não te oferece nada. É você quem deve oferecer a ela. Às vezes mais do que tem. São estas decisões, sobre o que oferecer e o que aceitar, que tem o poder para criar ou destruir uma oportunidade.”
É que apenas neste caminho de conquistas baseadas na força de conhecer o mundo para se auto-conhecer que se pode inverter a lógica de uma pirâmide social, como no xadrez:
“Você tem que entender que a vida é um reflexo das decisões que fazemos. É como no xadrez. Às vezes o xeque-mate vem do movimento de um simples peão.”
Alexandre Natan, então, enquanto passa pela Alemanha, Praga – em que encontra um personagem chamado K, uma referência evidente a Kafka – e, por fim, em Londres, mas também enquanto está dentro de sua empresa, revolucionando os métodos de trabalho, enfrentando a xenobofia inerente a qualquer latino-americano que se aventura na Europa, passa a ter pleno domínio do que seria este “eu”. Ele encontra sua Porta do Sol, se reconciliando com seu passado, encontrando definitivamente o amor de sua esposa, seus parentes, seu filho e passa, por fim, a habitar o mundo. Sem medo, ele descobre a beleza e a singeleza na vida.
Porta do Sol é um inspirador romance. Suas 396 páginas são capazes de atrair a nossa atenção e transformar uma narrativa aparentemente misteriosa e fantástica em uma deliciosa lição de como se portar diante dos mistérios da vida. Em cada gesto, uma descoberta, em cada descoberta, um novo caminho que se faz.

+ de 130 mil leitores já desfrutaram desta história.

Lis

Descubra um amor maior

Dimas sofre de uma doença implacável e silenciosa. Vivendo em um estado de negação ele não sabe onde encontrará forças para redescobrir a vontade de viver. Certo dia, ele decide atender ao último desejo de sua mãe, deixado em uma carta secreta. Tudo passa a estar sob o fio da navalha – sua fé – seus conceitos morais – e até mesmo o que ele acredita ser o amor. Por vezes, Dimas tem a certeza que todos estão contra ele. Por outras, sente que está vivendo em uma sociedade com valores distorcidos e que a melhor maneira de resolver seus problemas é através do isolamento. Com base em eventos da vida real sobre suicídio, homofobia e depressão, esta é uma história sobre o quanto estamos profundamente apegados a velhos conceitos e como isso nos bloqueia na busca de um amor maior.

Alexandre Natan has a natural talent for attracting troubled people but he is a man who is haunted by his own struggles.With his business deep in debt and struggling to survive, he meets a mysterious group of people called The Supremacy who offer to help him but at a price. Natan worries whether that price is worth paying if it means losing his wife and son.Natan and his wife Tessa will need more than the power of love to be able to stay together. Follow them as they journey around the world to investigate the mystery of the moving tattoos. The only certainty they have is that every choice, right or wrong, will be hard to make.Packed full of suspense, espionage and with a touch of the supernatural, The Sun Door transforms a fantastic story into a lesson on how to behave when we face life’s most difficult challenges.

Outubro/2019

Lançamento previsto para:

Outubro/2019

Não provoque a Bruxa! Essa era a frase escrita no muro em frente a casa de Dona Eleonor. O último que mexeu com ela desaparceu sem deixar vestígio. Dizem que ela o consumiu por inteiro em um dos seus rituais de magia negra, mas será que ela é mesmo uma bruxa? Ou o sumiço de Cesar Preta foi apenas uma coincidência? Só o tempo e as páginas deste livro para responder a esta e outras tantas questões que permanecem na memória da população de Belford Roxo no Rio de Janeiro/Brasil. 

Lançamento!

Sandro Vita

www.turmadoguarana.com

Ao viajar para o Brasil, Alice, João e seu cãozinho Guaraná descobrem a diversidade da cultura brasileira por meio de uma incrível aventura em que são guiados por um livro cheio de segredos e desafios. * Este livro é o primeiro fascículo do projeto entitulado “livro de cidadania” do CCRU – Conselho de Cidadania do Reino Unido. O livro utiliza-se de linguagem simples e cotidiana para trazer ao público, especialmente para os brasileiros que vivem no exterior, um pouco da cultura, do folclore e da vida brasileira. ** Este é um livro para todas as faixas etárias e foi desenvolvido com a finalidade da leitura conjunta. Em uma tentativa de aproximar pais e filhos no momento gracioso da leitura em família ou mesmo nos momentos de lazer ou aprendizado em clubes e escolas, onde professores, amigos e até mesmo a própria criança pode utilizar o livro para compartilhar os ensinamentos de sua história. O livro é uma realização do CCRU, em parceria com o Ministério das relações Exteriores do Brasil, o Consulado-Geral do Brasil em Londres e o CRBE (Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior).

Março/2020

Lançamento previsto:

Março/2020

O tempo devora tudo, menos as verdadeiras histórias de amor e coragem. Lara, Dovalina e Dirceu trarão um mundo novo cheio de perspectivas diferentes sobre o sentido da palavra amizade. Em breve.

Livros

Linha Negra

 A continuação da saga “Porta do Sol” em seu segundo volume chega para continuar a história de Alexandre Natan e Tessa. Agora vivendo em Londres e com total domínio de seus poderes, será preciso enfrentar o seu maior desafio, seu demônio mais voraz, ele mesmo. O lançamento do livro Linha Negra (em inglês “Black Lane”) está previsto para o final 2020 e está com lista de espera na pré-venda com mais de 10mil leitores até o momento.

10 anos de CRBE

Livros

Na comemoração dos 10 anos de existência do Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior (CRBE), o escritor Sandro Vita foi convidado a participar desta antologia, onde foi incluída uma de suas histórias curtas, baseada em fatos reais e que conta uma das suas participações ativas junto a comunidade brasileira que vive em Londres no Reino Unido. O livro pode ser encomendado junto CCRU – Conselho de Cidadania do Reino Unido.

Breve

Em parceria com a psicóloga Zenilde Carvalho, esta obra está ganhando corpo e pretende trazer uma nova visão sobre o amor e suas variadas formas de relacionamento. O livro ainda não tem data de lançamento prevista.

Livros
Livros

Breve

Baseado na história de um dos maiores nomes da força comunitária brasileira na Europa, esta obra pretende trazer um pouco da história de superação e coragem de uma mulher brasileira que sozinha atravessou as barreiras impostas pela vida, sem jamais perder a fé e que hoje é a líder de um dos maiores grupos de mulheres do mundo. O livro ainda não tem data de lançamento prevista.

Recomendado

Escrito pela nossa querida amiga, a escritora Andréa Carvalho, 50 Dias Letivos compõe-se de 50 crônicas produzidas durante os cinco anos de exercício de uma professora de escolas públicas da cidade do Rio de Janeiro. Nesse recorte, o leitor mergulha na realidade da educação brasileira por meio de histórias que tratam de temas como a falta de recursos, bullying, gravidez na adolescência, tráfico, negligência da família e demais situações por que passam os profissionais do magistério da atualidade. A fim de chamar a atenção para a forma como está se conduzindo o processo de formação de cidadãos da sociedade futura, a obra é uma amostra do que acontece entre os muros da escola, um trabalho de interesse público compilado de forma a produzir uma leitura impactante por sua alta dose de veracidade. Nela, a autora compartilha um pouco da adrenalina de uma sala de aula que os teóricos da educação certamente não frequentaram e mostra por meio de histórias divertidas, trágicas e emocionantes algumas lições aprendidas por alguém que testemunhou os rumos do ensino no Brasil do século XXI.

Recomendado

Escrito pela nossa querida amiga Pâmella Marcenal, Sob a Pele não poupa o leitor ao expor assuntos polêmicos como alcoolismo, depressão, aborto, estupro e vai ainda mais fundo tocando na ferida aberta quando mostra através de sua personagem principal Julie Clark, (uma jovem que está desacreditada da vida), a realidade crua de milhões de brasileiros e brasileiras.De cara a história cria um drama com um retrato cotidiano dos jovens que buscam na noite, na bebedeira e nas festas, uma saída para amenizar, ou mesmo esquecer os problemas que enfrentam dentro de casa.E é neste turbilhão de sentimentos que a jovem Julie esbarra com seu par romântico na trama, Aaron Donovan. Um jovem atraente que teria a reputação de ser o conquistador do pedaço. É através dele que a autora nos encanta. Aaron é um romântico, daqueles que acredita no poder do bem e usa esta poderosa arma na tentativa de perseverar em suas crenças, junto ao amor de sua vida, Julie.

Livros

Recomendado

Em breve um novo lançamento da escritora Luciana Prado Oliveira que trará um linda mensagem de solidariedade e amor para todas as pessoas através das aventuras de três ovelhas pra lá de sapecas. Breve!